Faça Teu Web site Mostrar-se Mais Nos Resultados Dos Si

27 Nov 2018 09:10
Tags

Back to list of posts

social-network-media-avatars-ss-1920.jpg

<h1>8 Dicas Para Fazer Promo&ccedil;&otilde;es Na sua Loja</h1>

<p>A blogueira Nara Almeida descobriu um c&acirc;ncer no est&ocirc;mago em 2017 e, desde pois, a exist&ecirc;ncia dela mudou completamente. Al&eacute;m das modifica&ccedil;&otilde;es pela rotina, Nara assim como sofreu transforma&ccedil;&otilde;es no corpo. No entanto ela est&aacute; utilizando o sofrimento para uma circunst&acirc;ncia nobre: motivar os seguidores do Instagram. A disputa contra a doen&ccedil;a &eacute; compartilhada por Nara nas publica&ccedil;&otilde;es da rede social.</p>

<p>Al&eacute;m do tratamento, a blogueira compartilha os efeitos prejudiciais, as modifica&ccedil;&otilde;es no corpo e os dias ruins. O jogador Alexandre Pato se comprometeu em pagar seis meses de tratamento da influencer. Com essa ajuda, ela acredita que conseguir&aacute; sair da UTI onde est&aacute; internada h&aacute; um m&ecirc;s. Pra complementar o dinheiro do tratamento, Nara diz que continuar&aacute; comercializando camisetas. Pato se solidarizou com a situa&ccedil;&atilde;o de Nara por causa da ocorr&ecirc;ncia da irm&atilde; Gisele Rodrigues, que descobriu um c&acirc;ncer dois meses depois da blogueira. Ela seguia Nara e apresentou pro irm&atilde;o, desse jeito, eles resolveram ajudar a blogueira.</p>

<p>Um tr&aacute;fego que tende a ser em tal grau maior quanto mais escandalosa a postagem, ainda que falsa. Da&iacute; a prolifera&ccedil;&atilde;o de sites com not&iacute;cias retumbantes e falsas a respeito da elei&ccedil;&atilde;o americana, desenvolvidos &agrave;s dezenas por adolescentes da Maced&ocirc;nia em procura de audi&ecirc;ncia nos EUA. A maioria era pr&oacute;-Trump, por&eacute;m n&atilde;o havia motiva&ccedil;&atilde;o pol&iacute;tica; o Facebook, segundo os jovens, paga 4 vezes mais por leitor americano.</p>
<ul>
<li>Eduque seus leitores sobre isto qualquer coisa (que voc&ecirc; podes ajud&aacute;-los)</li>
<li>Portal Exist&ecirc;ncia de Meme Jogos comentou</li>
<li>Cristiane maria de jasus citou: 08/08/doze &aacute;s 21:Onze</li>
<li>Com finalidade de onde voc&ecirc; voltaria numa viagem no tempo</li>
<li>Atividade concorrencial</li>
<li>Seja teu melhor estudo de caso</li>
</ul>

<p>Na virada do ano, a equipe come&ccedil;ou a verificar ou contestar informa&ccedil;&otilde;es veiculadas na rede social, um experimento ainda em fase de testes. O Google promove a&ccedil;&atilde;o paralela em seu servi&ccedil;o de buscas, bem como com checadores, tendo estreado a iniciativa pela quarta-feira (15) em pa&iacute;ses da Am&eacute;rica Latina, entre os quais o Brasil.</p>

<p>O tema da aten&ccedil;&atilde;o pol&iacute;tica ocidental, de todo jeito, aos poucos deixa os Estados unidos e se volta para a Uni&atilde;o Europeia, onde Fran&ccedil;a e Alemanha t&ecirc;m elei&ccedil;&otilde;es marcadas pra abril e setembro, respectivamente. O CrossCheck entra no ar no dia vinte e sete de fevereiro. Na Alemanha, j&aacute; em meados de janeiro, &agrave;s pressas e ainda sem o Google, o Facebook lan&ccedil;ou projeto parelho ap&oacute;s uma escalada de alertas p&uacute;blicos, inclusive da chanceler Angela Merkel, contra os inmensur&aacute;veis sinais de not&iacute;cias falsas na plataforma.</p>

<p>Aterrorizados com a ascens&atilde;o da extrema-direita e com as vota&ccedil;&otilde;es nos EUA e no Reino Unido, pol&iacute;ticos alem&atilde;es amea&ccedil;am os gigantes da tecnologia com multas e mudan&ccedil;as legislativas. Entre as falsidades j&aacute; constatadas est&atilde;o fotos de Merkel com um suposto terrorista e elogios de um l&iacute;der do Partido Verde a um refugiado que cometeu estupro e homic&iacute;dio. Em discurso no Parlamento, a chanceler alem&atilde; lembrou que &quot;o populismo e os extremismos pol&iacute;ticos est&atilde;o crescendo nas democracias ocidentais&quot;.</p>

<p>Logo ap&oacute;s, resumiu: &quot;As opini&otilde;es n&atilde;o s&atilde;o mais montadas como h&aacute; 25 anos. Hoje temos web sites falsos, refor&ccedil;ando considera&ccedil;&otilde;es com certos algoritmos, e temos de entender a enfrentar com eles&quot;. De sua cota, os jornais alem&atilde;es, que nos &uacute;ltimos tr&ecirc;s anos viram ressurgir nos discursos extremistas a express&atilde;o &quot;L&uuml;genpresse&quot;, imprensa mentirosa, clich&ecirc; usado historicamente por Hitler, j&aacute; se armam pro conflito. NELSON DE S&Aacute;, 56, &eacute; rep&oacute;rter especial da Folha. Assina a coluna &quot;Toda M&iacute;dia&quot; e o web site Cacilda no blog do jornal.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License